Homem vestido com talit e kipá tocando o shofar

Anunciando o perdão

05/10/2022
Por Rosh Gilberto Branco

Tempo de leitura: minutos


Yochanan (Jo) 20:19-23

Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, quando os talmidim estavam reunidos a portas trancadas, por medo dos habitantes de Y'hudah, Yeshua entrou, pôs-se no meio deles e disse “Shalom aleikhem!”.

Tendo-os cumprimentado, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os talmidim ficaram tomados de alegria quando viram o Senhor. “Shalom aleikhem!”, Yeshua repetiu. “Como o Pai me enviou, eu também os envio”.

Tendo dito isso, soprou sobre eles e disse: “Recebam o Ruach HaKodesh! Se vocês perdoarem os pecados de alguém, estarão perdoados; se os retiverem, permanecerão retidos”.



Observem essa palavra de Yeshua dada aos seus discípulos.

Ali não estavam apenas os apóstolos, mas estavam reunidos discípulos de todos os tipos, porque a palavra de Yeshua era para todos.

E Ele disse com clareza, após a sua ressureição, aquilo que faria parte das últimas instruções, que a partir daquele momento Ele estava enviando seus seguidores para dar testemunho da sua mensagem.


E qual é a pricipal mensagem de Yeshua para nós?

O perdão.


E hoje, em especial, no período do Yom Kipur, muitos já estão, de acordo com as tradições, pedindo para que seu nome seja escrito no livro da vida.

Nós, como messiânicos, sabemos que não precisamos de um dia específico para que nossos nomes sejam escritos no livro da vida, ou um dia específico para o perdão, porque a partir do momento em que recebemos Yeshua em nossas vidas, nosso nome está escrito com tinta permanente no livro da vida – não se apaga a cada ano.

Por essa razão não precisamos nos preocupar com esse aspecto.


Mas veja o que Yeshua disse para seus seguidores naquele momento, “Se vocês perdoarem os pecados de alguém, estarão perdoados; se os retiverem, permanecerão retidos”.

Se não prestarmos a atenção no texto, podemos até confundir pensando que alguém possa ouvir confissões e perdoar pecados, como se estivesse em nós essa autoridade de perdoar pecados, mas não é isso.

Quando nós anunciamos Yeshua, nós estamos anunciando perdão dos pecados.

Então o perdão dos pecados está na nossa boca sim!

Quando falamos o que Yeshua nos ensinou, estamos também falando que Ele, Yeshua, perdoa pecados, estamos levando o perdão para as pessoas.


E se nós não falarmos, o que acontece?

A pessoa continua em seu pecado.


Então é algo muito sério quando estamos anunciando a palavra do Eterno, nós temos em nós a autoridade de Yeshua para podermos falar.


Algo que precisamos entender agora é que no período de Yom Kipur, nós, messiânicos, nos comprometemos a orar.

O meio mais eficiente de orar é quando nosso corpo está fraco, porque, como diz em 2 Coríntios 12:10b “quando sou fraco é que sou forte”, este é o momento onde melhor podemos orar.

Então temos algo importante para fazer:
Vamos cumprir aquilo que é originalmente o propósito da celebração de Yom Kipur, porque todos os anos os sacerdotes ofereciam uma oferta pelos pecados da nação. Era a responsabilidade dele de orar pelos pecados nacionais, coletivos.


E, a partir do momento que Yeshua assumiu um ministério sacerdotal diferente dos levitas, dos Kohanim, Ele assumiu um sacerdócio semelhante a Melquisedeque, que não era da linhagem de Levi.

O sacerdote era a pessoa que intermediava o povo com o Eterno, ele era quem tinha autoridade para fazer aquilo que era necessário para que as pessoas fossem purificadas de seus pecados.


Yeshua fez isso e transmitiu essa responsabilidade para nós também, então de certa forma, nós somos chamados para sermos sacerdotes e é o que vamos fazer hoje.


Hoje não vamos nos preocupar com nossos próprios pecados.


Não é no Yom Kipur que vamos ser perdoados. Se alguém pecou hoje, hoje mesmo deve se consertar com o Eterno. A qualquer momento o perdão está a disposição, não precisa ser Yom Kipur.


Hoje é um dia especial, nós vamos fazer aquilo que os sacerdotes faziam.

Mas nós não vamos sacrificar um bode, isso não vamos fazer.

E por quê?

Porque Yeshua já derramou o seu sangue e não precisamos sacrificar nenhum animal.

E já que temos que fazer algo pelo povo de Israel, pela nação de Israel, se os sacerdotes tinham que interceder, nós iremos interceder também.


Existe uma parcela muito pequena de judeus que crêem em Yeshua e, ainda que um judeu pudesse cumprir toda a Torá, se Yeshua não entrar em suas vidas, não terão seus pecados perdoados.


Por isso nós temos que orar por eles, por sua salvação.



אִם נִתְוַדֶּה עַל חֲטָאֵינוּ, נֶאֱמָן הוּא וְצַדִּיק לִסְלֹחַ לָנוּ עַל חֲטָאֵינוּ וּלְטַהֵר אוֹתָנוּ מִכָּל עַוְלָה.

1:9הראשונה ליוחנן


Se reconhecermos nossos pecados, então, por ser digno de confiança e justo, Ele nos perdoará e nos purificará de toda injustiça.

1 Yochanan (1 Jo) 1:9

Escrito por

Rosh Gilberto Branco

Tempo de leitura: minutos


Compartilhe:


Leia também:

Unidade Tripartite

Vai um cookie aí?

Nós utilizamos cookies para aprimorar a sua experiência em nosso site. Ao fechar este banner ou continuar na página, você concorda com o uso de cookies.

Saiba Mais