homem com as mãos levantadas e três pássaros voando ao seu lado esquerdo

Unidade Tripartite

30/01/2022
Por Rosh Gilberto Branco

Tempo de leitura: minutos


Ouça, ó Israel: Adonai, o nosso Deus, Adonai é um. Deuteronômio 6:4

Inquestionavelmente esse texto define a verdadeira descrição do Deus verdadeiro, isso é indiscutível. Contudo, existem pontos da revelação do nosso Criador que nos dão pistas de que o entender esse texto não é tão simples como parece, e isso tem gerado intermináveis discussões a gerações.

 

Não é minha proposta passar a régua e dizer que encontrei a resposta para tantas opiniões divergentes, mas apenas expor o que eu entendo do assunto, tentando assim harmonizar os muitos textos das Escrituras que parecem estar em contradição.

 

Quando cheguei a estas conclusões, sequer sabia se haviam propostas teológicas e acadêmicas que apoiassem essas ideias ou não.

Não fui atrás de pensadores reconhecidos, teólogos famosos, filósofos cristãos ou judeus, ou trabalhos publicados sobre o tema, pois sei que essa forma de estudo valoriza mais o intelecto do que o espírito. Nem por isso estou proclamando que recebi uma revelação sobrenatural da parte do Eterno, é simplesmente a forma que eu entendi para harmonizar os muitos textos que tratam de alguma forma sobre a natureza divina do nosso Messias Yeshua.

 

Bem, vamos lá!

 

Estes textos serão fundamentais para a nossa compreensão;

Gênesis 1:26 “Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem (צלמ tselem) , conforme a nossa semelhança (דמות damuth) tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra.”

(צלמ tselem) imagem como uma sombra.

(דמות damuth) pode ser comparado a.

 

Muita discussão em torno da palavra “façamos”, já vi inúmeros comentários sobre isso, mas sempre giram em torno de hipóteses, conclusões pessoais e lógica infundada.

Obviamente esta passagem não explica a natureza do nosso Criador, ela simplesmente registra o que foi dito nesse momento, mas é aí que começamos a ligar pontos.

O homem foi feito a imagem e semelhança ao Eterno, mas em que somos semelhantes, em que podemos nos comparar?

 

Só achei algo paralelo neste texto;

1 Tessalonicenses 5:23 E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Yeshua o Messias.

Em hebraico temos:

Corpo = גְּוִיָּה gviyah 1 Sm 31.12

 

Alma = נָ֫פֶשׁ  nefesh Provérbios 13.4

 

Espírito = ר֫וּחַ ruach Provérbios 16.2

 

Considerando que não existe imagem e semelhança no aspecto físico, pois o Eterno é espírito e por isso sem forma física, não limitado a este mundo, somente teremos similaridade na constituição básica do nosso ser.

Somos semelhantes, não iguais.

 

Analisemos;

O nosso corpo não é o nosso espírito, o nosso espírito não é a nossa alma e a nossa alma não é o nosso corpo, mas mesmo assim o meu corpo sou Eu, o meu espírito sou Eu e a minha alma sou Eu, ainda que cada parte exista por si mesma.

 

O nosso corpo é a carne, ela nos conecta com este mundo, recebe as informações do mundo e transmite informações ao mundo, precisamos dos sentidos que existem no corpo para isso.

O nosso espírito nos conecta com o reino espiritual do Eterno, recebe as informações espirituais e transmite a nossa comunicação com o espiritual, o Espírito do Eterno se comunica com ele e quando oramos é através dele que o Eterno nos ouve, quando adoramos, é através dele que nos expressamos, quando sentimos a presença do Eterno é através dele que o sentimos e é através dele também que sentimos a presença maligna de demônios.

A nossa alma não é algo palpável, ela é o centro que recebe e transmite a comunicação através do corpo e através do espírito, é onde administramos as informações e é onde tomamos as nossas decisões. A alma recebe as informações recebidas pelo corpo relativas ao mundo material, é onde as emoções são processadas de acordo com essas informações. É também onde recebe as informações do espírito relativas ao mundo espiritual, processa essas informações então pode analisar e tomar decisões sobre essas coisas. Com a alma podemos priorizar ou o corpo ou o espírito, ou podemos equilibrar as prioridades.

Disto concluímos que cada parte distinta que constitui o nosso ser tem uma função e age em sintonia com a nossa vida. Assim o meu corpo sou eu, o meu espírito sou eu e a minha alma sou eu.

 

O que diz Yeshua sobre Ele?

Eu e o Pai somos um. João 10:30

Esta é a primeira pista, continuemos a unir os pontos.

 

Imagem e Semelhança não denotam igualdade, mas que é parecido. Nisso vejo a similaridade com o Eterno, Ele é formado por três partes, o Mashiach, o Ruach e o Pai, esses são Adonai. Cada parte existe por si mesma, tem uma função, mas todas são Adonai.

 

O MASHIACH agiu na criação, no perdão do pecado e na parte legal da redenção, assumindo um corpo humano viveu integralmente como um ser humano e pode dar a sua vida por nós, depois de deixar o corpo de carne ao ressuscitar agora intercede por nós.

No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus.

Ela estava com Deus no princípio.

Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito. João 1:1-3

Quem os condenará? Foi o Messias Yeshua que morreu; e mais, que ressuscitou e está à direita de Deus, e também intercede por nós. Romanos 8:34

 

O RUACH age no entendimento do homem, na revelação, na relação com o espírito do homem, além de manifestar o poder do Eterno através de nós.

Mas o Conselheiro, o Ruach haKodesh, que o Pai enviará em meu nome, lhes ensinará todas as coisas e lhes fará lembrar tudo o que eu lhes disse. João 14:26

 

O PAI é o que planeja, é quem cria e é o centro das decisões divinas e do relacionamento com o homem. É a quem devemos nos dirigir em oração, a quem devemos adorar, a Ele o Messias intercede e a Ele o Ruach transmite a adoração. E é com quem a alma do homem tem a sua similaridade.

Todas as coisas me foram entregues por meu Pai. Ninguém conhece o Filho a não ser o Pai, e ninguém conhece o Pai a não ser o Filho e aqueles a quem o Filho o quiser revelar. Mateus 11:27

 

Vocês, orem assim: ‘Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome. Mateus 6:9

Não faltam referências que mostram a centralidade da existência do Eterno Criador e quem deve ser adorado.

 

A unidade é um conceito muito importante para o Eterno, haja vista que Yeshua deixou isso muito claro quando orou ao Pai em João 17, dizendo que mesmo nós deveremos participar da sua unidade.

Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão em mim, por meio da mensagem deles, para que todos sejam um, Pai, como tu estás em mim e eu em ti. Que eles também estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.

Dei-lhes a glória que me deste, para que eles sejam um, assim como nós somos um: eu neles e tu em mim. Que eles sejam levados à plena unidade, para que o mundo saiba que tu me enviaste, e os amaste como igualmente me amaste. João 17:20-23

 

Desta forma poderemos entender certas passagens das Escrituras com mais clareza, tais como;

Ouça, ó Israel: Adonai, o nosso Deus, Adonai é um. Deuteronômio 6:4

Shemá Israel, Adonai elocheinu, Adonai echad.

Onde a palavra “echad” (um) é usada da mesma forma que em João 17.

 

O profeta Isaías viu coisas que muitos eruditos de hoje se recusam a ver;

Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, e o governo está sobre os seus ombros. E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Principalmente no significado de Deus Forte e Pai da Eternidade atribuído ao Messias.

 

Yeshua é o Filho do Eterno, é Um com Ele, portanto é da mesma natureza, é parte dEle, é o Eterno se fazendo homem, cumprindo assim a função de “korban”, a nossa oferta pelo pecado que somente o Mashiach pode oferecer, pois somente o seu sangue tem o valor maior que o sangue humano comum, ou seja, a sua vida vale mais do que a vida de um homem qualquer.

Não ficarei mais no mundo, mas eles ainda estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, protege-os em teu nome, o nome que me deste, para que sejam um, assim como somos um. João 17:11

 

O que concluí com tudo isso?

Resumo:

Nós aceitamos que somos feitos tripartite, corpo, alma e espírito e ao mesmo tempo somos um único ser.

Temos semelhanças de formação com o Eterno, donde concluímos;

O Eterno tem três partes, o Pai, o Messias e o Espírito.

Não existem três deuses, Yeshua não é um ser independente apenas associado ao Criador, mas sim Ele é parte inerente dele, bem como o Ruach haKodesh.

 

A racionalidade humana pode ter dificuldade de compreender e aceitar estas coisas, mas também é racional reconhecer que para Deus nada é impossível, Ele tem todo o poder, Ele faz o que quer, como quer e não pede conselho para ninguém.

 

E assim, conforme a vontade de Yeshua, sejamos Um com o Pai!

Escrito por

Rosh Gilberto Branco

Tempo de leitura: minutos


Compartilhe:


Leia também:

A Inerrância Bíblica

Vai um cookie aí?

Nós utilizamos cookies para aprimorar a sua experiência em nosso site. Ao fechar este banner ou continuar na página, você concorda com o uso de cookies.

Saiba Mais