Servindo ao Eterno com excelência

26/10/2020
Por Rosh Gilberto Branco

Tempo de leitura: minutos


O objetivo da vida messiânica, demonstrado na Bíblia, é duplo: servir a D-us e servir aos irmãos.

Em Lc 16.8, Yeshua nos faz uma afirmação confrontante: ...Pois os filhos deste mundo são mais prudentes no trato entre si do que os filhos da luz.

E nós, messiânicos, como estamos servindo ao Senhor? Aqueles que não conhecem a D-us muitas vezes se entregam de corpo e alma a um projeto que se resumirá apenas a esta vida. Mas e nós? Com que motivação, com que nível de entrega, de dedicação estamos fazendo a obra de D-us?

D-us nos desafia a servir com excelência. Precisamos compreender este desafio, o que ele significa, suas implicações e suas consequências.

I – O QUE É EXCELÊNCIA?

1- EXCELÊNCIA quer dizer dedicação total, sem reservas, com diligência. Devemos procurar servir a D-us e aos irmãos com o melhor que podemos oferecer.

2- Excelência quer dizer disciplina em todas as coisas: não podemos ser dedicados se antes não formos disciplinados. Como me disciplinar então?

a) Estabelecer alvos específicos a curto, médio e a longo prazo. Não podemos ser dedicados e servir com excelência se não estabelecermos etapas claras e progressivas para o nosso próprio crescimento;

b) Estabelecer pequenos alvos no início e progressivamente, conquistamos alvos maiores. Quanto maior o alvo, maior o esforço. Buscar alvos grandes demais no início pode trazer frustrações e desânimo;

c) Ser constante, permanecer firme mesmo diante das dificuldades;

d) Ser perseverante, superando as derrotas inevitáveis durante a jornada, tomando como exemplo a vida de homens de D-us que se superam e superaram as circunstâncias que os cercavam.

3- Excelência quer dizer aprimorar nossos talentos para a glória de D-us (Mt 25.14,25,30).

Daniel tinha sobre si um espírito excelente, ele servia em sua geração com excelência. D-us nos chama a ser perfeitos (Gn 17.1; Pv 11.20; Mt 5.48). o apóstolo Paulo diz que “o homem de D-us deve ser perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (II Tm 3.17).

II – COMO ALCANÇAR ESTE NÍVEL DE EXCELÊNCIA

1- Conhecendo e praticando a Palavra de D-us profundamente (Sl 1.2);

...sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite.

2- Tendo uma vida diária de oração e comunhão com D-us (Dn 6.10);

...Três vezes por dia ele se ajoelhava e orava, agradecendo ao seu Deus, como costumava fazer.

3- Decidindo vencer a natureza humana carnal, que é medíocre (Cl 3.1,2);

Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus.
Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas.

4- Esmerando-se em fazer o máximo, o melhor que podemos e conseguimos para D-us

Lembre-se: a perfeição e os resultados são proporcionais aos talentos de cada um.

III – O QUE PRODUZ “SERVIR COM EXCELÊNCIA”?

1- Agrada o coração de D-us (Mt 5.48);

Portanto, sejam perfeitos como perfeito é o Pai celestial de vocês.

2- Faz com que o mundo veja a luz de D-us em nós e glorifique a D-us (Mt 5.16);

Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus.

3- Livra-nos de perder o que conquistamos (Lc 19.22-26);

E disse aos que estavam ali: ‘Tomem dele a sua mina e deem-na ao que tem dez. Lucas 19:24

4- Atende de modo eficaz às necessidades da Congregação e do mundo. Ao sermos dedicados, em qualquer coisa que façamos, tapamos uma brecha aberta pelas necessidades de nossos irmãos.

IV – PORQUE SERVIR COM EXCELÊNCIA E NÃO DE OUTRO MODO?

1- Porque D-us é perfeito e ordenou que estejamos perfeitos como Ele. Afinal, somos seus filhos (Dt 18.13);

2- Porque o Senhor nos concedeu dons para servi-lo com dedicação e não de modo desleixado (I Tm 4.14; Cl 4.17);

Não negligencie o dom que lhe foi dado por mensagem profética com imposição de mãos dos anciões. 1 Timóteo 4:14

V – EXEMPLOS DE PESSOAS QUE VIVERAM COM EXCELÊNCIA:

1- Abel (Hb 11.4): a perfeição de seu sacrifício custou sua própria vida, mas também teve o reconhecimento do Eterno;

2- Enoque (Hb 1.5): fechou seus ouvidos à voz da geração que o cercava, para ouvir somente a D-us, andando tão próximo a D-us, sendo tão perfeito, que não havia mais lugar para ele no mundo. D-us o tomou para si;

3- Abraão (Hb 11.8): acreditou firmemente no que não viu. Andou pelo que ouviu, caminhou sem rumo, foi peregrino em terra estranha, habitou em tendas. Não viu as promessas de D-us para ele se concretizarem, mas obteve o respeito de D-us e é único chamado pelo Senhor de “pai da fé” e “amigo de D-us”;

4- Moisés (Hb 11.24-26): trocou o luxo dos palácios de Faraó pelo deserto, o prazer passageiro pelo sofrimento junto com o povo de D-us. Podia viver em palácios, mas preferiu abrir mão de tudo para marchar rumo às promessas de D-us;

5- Daniel (Dn 6.16): foi fiel mesmo debaixo de provação, corajoso, firme, destemido, vencedor.

Ele venceu suas próprias limitações e o estigma de descender de um povo escravizado, pois sabia que seu valor verdadeiro estava nos céus, sendo, portanto, herdeiro do Senhor do universo.

Daniel possuía algumas características que todos aqueles que desejam viver com excelência precisam ter em suas vidas. Vejamos quais são:

a) Não se contaminou com os manjares do rei nem bebeu do seu vinho (Dn 1.8), e isto significa não aceitar as ofertas de satã (fama, fortuna, sexo ilícito, etc.);

b) Era dez vezes mais sábio do que aqueles que não serviram a D-us (Dn 1.19,20) – ele recebeu o poder do Ruach HaKodesh sobre si, liberando todo o seu potencial, mas trabalhou para suas capacidades naturais, seus talentos;

c) Ele orava intensamente (Dn 6.10) – isto significa que ele não orava apenas alguns minutos por dia, mas que ele se dedicava e gastava tempo em sua comunhão com D-us;

d) Daniel não usurpava a glória de D-us (Dn 2.27-30) – ele cresceu, foi admirado. Colocado em posição de destaque, mas transferia toda a glória ao Senhor que o levantara. Querer o louvor para nós mesmos afasta o Senhor. Devemos ter a atitude em II Co 3.5,6.

Nossa busca deve ser sempre a perfeição. Precisamos alcançar este espírito de excelência em nosso viver diário, influenciando aqueles que nos cercam. Precisamos viver excelência em tudo o que fazemos, quer seja pregando, ensinando, aconselhando, dirigindo louvor, tocando, administração, trabalhando ou em qualquer coisa que façamos. Este é o desafio de D-us para nós.

O potencial que D-us colocou dentro de nós é infinito, mas só vem a tona, só se torna real quando decidimos viver com excelência, servir com excelência.

Qual é a escolha? A vida medíocre do homem natural ou as alturas, onde vivem aqueles que se dispõem a pagar um preço de sacrifício para alcançar o propósito de D-us?

Ore a D-us pedindo este espírito de excelência. Clame ao Senhor por transformação, anseie, gaste o seu tempo neste propósito. Os resultados, com certeza, irão mudar a história da nossa geração.

 

ØMemorize : “Chegou a Éfeso um judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, homem eloquente e poderoso nas Escrituras. Este era instruído no caminho do Senhor e, sendo fervoroso de espírito, falava e ensinava diligentemente as coisas concernentes a Yeshua...” (At 18.24,25).

Escrito por

Rosh Gilberto Branco

Tempo de leitura: minutos


Compartilhe:


Leia também:

Tudo o que é judaico é bíblico?

Vai um cookie aí?

Nós utilizamos cookies para aprimorar a sua experiência em nosso site. Ao fechar este banner ou continuar na página, você concorda com o uso de cookies.

Saiba Mais