Mulher e criança interagindo atrás de mesa com pacotes de presentes azuis com a estrela de David

Recebendo presentes em um contexto bíblico

23/12/2021
Por Rosh Gilberto Branco

Tempo de leitura: minutos


Todas as pessoas gostam de receber presentes.

O que é um presente?

Resposta: objeto doado, ofertado; regalo, mimo, brinde, lembrança.

Bem, esta é a definição do dicionário, mas há muito mais sobre presentes que podemos analisar.

Alguns presentes são mais significativos do que outros, e nem sempre os mais caros são os mais bem recebidos, tudo depende do significado do ato de presentear e de quem se recebe o presente.

Algumas vezes eu recebi presentes de final de ano dados no trabalho. Esses presentes eram dados a todos os funcionários. Mesmo sendo presentes bem-vindos e apreciados, eram impessoais, não tinham o mesmo valor do que se tivessem sido dados por pessoas mais chegadas que o fizessem por apreço, mesmo que o custo do presente tivesse sido inferior.

Existem também presentes muito caros que são desprezados, porque a pessoa que os deu o fez por interesses escusos, para impressionar, ou por bajulação.

Enfim, são muitas as possibilidades que envolvem presentes entre pessoas.

Tendo esses conceitos já estabelecidos em mente, vejamos alguns casos de presentes citados na Torá.

 

Comecemos no livro de Provérbios de Salomão;

Muitos adulam o governante, e todos são amigos de quem dá presentes. Provérbios 19:6

O rei já entendia que muitos que davam presentes tinham segundas intenções, e que existem pessoas que querem comprar amizades usando presentes para isso.

 

Existem circunstâncias também, que os melhores presentes não conseguem abafar uma forte emoção associada a decepções, tristeza, revolta ou indignação.

Não aceitará nenhuma compensação; os melhores presentes não o acalmarão. Provérbios 6:35

O presente também tem a hora certa de agradar, quem for sensível saberá identificar.

 

O patriarca Yakov foi um personagem que fez uso de presentes com o propósito de subornar;

E acrescentem: Teu servo Jacó está vindo atrás de nós". Porque pensava: "Eu o apaziguarei com esses presentes que estou enviando antes de mim; mais tarde, quando eu o vir, talvez me receba".

Assim os presentes de Jacó seguiram à sua frente; ele, porém, passou a noite no acampamento. Gênesis 32:20,21

Com medo do seu irmão, Yakov imaginou que poderia comprar o seu perdão com presentes de alto custo. No final, o seu irmão não valorizou o presente e já o tinha perdoado.

 

Mas também, encontramos na Torá presentes que provém do Eterno.

Nesses casos, seria impossível comparar qualquer tipo de presente com os de origem divina.

Vamos ver a primeira referência;

Descobri também que poder comer, beber e ser recompensado pelo seu trabalho, é um presente de Deus. Eclesiastes 3:13

Para entender adequadamente este texto e alcançar a sabedoria dada a Salomão, é necessário superar e aniquilar qualquer argumento inútil de quem quiser provar que essas coisas se conseguem por esforço próprio.

Por que?

Se podemos comer é porque existe alimento que foi criado pelo Eterno, nenhum ser humano pode criar o seu alimento.

Se podemos beber é porque a água foi criada, os alimentos que geram bebidas foram criados e nada disso é criado pelo homem.

Ter retorno pelo seu trabalho, seja por empreendedorismo ou trabalho assalariado não seria possível simplesmente pelo nosso esforço, precisamos de saúde para realizar, portas abertas para entrarmos e aprovação do Eterno para conseguirmos.

Por isso encontramos na carta de Yakov;

Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa.

Ao invés disso, deveriam dizer: "Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo". Tiago 4:14,15

Só será sábio quem reconhecer esse presente do Criador.

 

Quisera que todos os ricos entendessem esta verdade exposta na Torá;

E, quando Deus concede riquezas e bens a alguém, e o capacita a desfrutá-los, a aceitar a sua sorte e a ser feliz em seu trabalho, isso é um presente de Deus. Eclesiastes 5:19

Mesmo com todo o esforço pessoal, nada seria se o Eterno não abençoasse, mas é evidente que se refere a riqueza lícita, porque a riqueza corrupta não provém da bondade do Eterno, provém no máximo do seu propósito, como foi o caso da riqueza do Faraó, que mesmo sendo idólatra na religião egípcia, o Eterno usou para poder ajudar a família de Yakov.

 

Há um interessante exemplo de presentes que foram ofertados pelo reconhecimento da importância da vinda do Filho de Deus.

Ao entrarem na casa, viram o menino com Mirian, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram. Então abriram os seus tesouros e lhe deram presentes: ouro, incenso e mirra. Mateus 2:11

Os homens sábios que vieram do Oriente, não se impressionaram com nenhuma ostentação de riqueza onde estivesse o menino, não se impressionaram com qualquer altivez ou poder dos pais do menino, mesmo porque a cena que eles viram foi até deprimente e de grande simplicidade, mas o fato de saberem por revelação quem era a criança, o presentearam sem nenhuma outra intenção que não fosse honrar o Messias prometido aos judeus.

 

Vamos tratar agora sobre alguns presentes no contexto espiritual;

Eu mesmo escolhi os seus irmãos, os levitas, dentre os israelitas como um presente para vocês, dedicados ao Senhor para fazerem o trabalho da Tenda do Encontro. Números 18:6

Um presente a Arão e a todos os sacerdotes para ajudar no serviço do tabernáculo.

 

E o próprio serviço sacerdotal foi um presente;

Mas somente você e seus filhos poderão servir como sacerdotes em tudo o que se refere ao altar e ao que se encontra além do véu. Dou a vocês o serviço do sacerdócio como um presente. Qualquer pessoa não autorizada que se aproximar do santuário terá que ser executada". Números 18:7

E um presente exclusivo, nenhuma outra tribo receberia tal presente.

 

Sabemos que presente não é pagamento por serviço feito, nem é dado por merecimento, mas por boa vontade do ofertante.

Então podemos classificar toda provisão do Eterno como presente, assim temos;

Depois disso, veio um vento da parte do Senhor que trouxe codornizes do mar e as fez cair por todo o acampamento, a uma altura de noventa centímetros, espalhando-as em todas as direções até num raio de uma caminhada de um dia. Números 11:31

O povo pediu carne, e o Eterno deu carne por merecimento do povo? Sabemos que não. Foi presente.

 

Muitos dos presentes do Eterno são diferentes do ambicionado pelos homens, estes geralmente desejam coisas materiais, como bens que possam guardar, recursos financeiros ou objetos úteis, mas o que podemos ganhar de Deus supera em muito o valor das coisas desejadas.

A grande diferença é que muitos dos presentes do Criador tem valor eterno.

 

Alguns presentes nem costumam ser considerados presentes, por exemplo;

Nós somos testemunhas destas coisas, bem como o Espírito Santo, que Deus concedeu aos que lhe obedecem". Atos 5:32

A presença do Ruach Kodesh em nossa vida faz muita diferença, e nós o recebemos não porque fizemos alguma negociação com o Eterno ou merecemos, mas porque Ele quis nos conceder.

Alguém poderá discordar do valor desse presente, mas somente quem nunca experimentou a ação do Ruach em sua vida.

Deus, que conhece os corações, demonstrou que os aceitou, dando-lhes o Espírito Santo, como antes nos tinha concedido. Atos 15:8

 

Olhando de fora, poucos saberiam valorizar um dos mais maravilhosos presentes que alguém pode receber.

Vejam como é grande o amor que o Pai nos concedeu: que fôssemos chamados filhos de Deus, o que de fato somos! Por isso o mundo não nos conhece, porque não o conheceu. 1 João 3:1

Quando se fala para alguém que ainda não conhece a salvação através de Yeshua, que somos declarados Filhos de Deus, muitos nos chamarão de arrogantes, loucos, sem noção e o que mais quiserem, mas este presente é, sem dúvida, o mais valioso de todos, pois é real.

 

Será que presentes para usar no trabalho são apreciados?

Depende, pode ser que sim e pode ser que não. Pode ser que alguém entenda que presente deve ser sempre considerado para uso pessoal ou satisfação, e trabalho não é exatamente uma diversão, e outras pessoas podem gostar de ganhar algo útil em suas atividades.

Mas no contexto da vida espiritual, não é incomum que os presentes do Eterno sejam dados para uma capacitação para as nossas atividades ao seu serviço.

Reunindo os Doze, Yeshua deu-lhes poder e autoridade para expulsar todos os demônios e curar doenças, Lucas 9:1

Este é um grande presente para usarmos na atividade de servir.

 

Mas de todos os presentes que o Eterno pode nos dar, não há nenhum mais preciosos do que aquele que Yeshua comprou pagando com o seu sangue derramado no madeiro.

E este é o testemunho: Deus nos deu a vida eterna, e essa vida está em seu Filho. 1 João 5:11

Era algo que nos faltava, estávamos condenados a uma existência longe do Criador, não tínhamos direito a nada, mas como um presente recebemos a justificação.

 

Existem presentes que são ofertados por consideração, mas que nós até podíamos comprar com os nossos próprios recursos, mas mesmo assim o valorizamos. Mas quando recebemos algo, que além da consideração é tão precioso que nunca poderíamos adquirir por nós mesmos, a nossa satisfação e gratidão atingem pontuação altíssima.

deu-nos vida juntamente com o Messias, quando ainda estávamos mortos em transgressões — pela graça vocês são salvos. Efésios 2:5

Que valor imenso recebermos a vida eterna como presente!

 

Tudo aquilo que o Eterno nos dá deve ser encarado como presente, pois não o recebemos por merecermos, nem como pagamento por serviços realizados, nem por empréstimo, mas simplesmente porque Ele quer dar.

Receber um presente sincero é muito gratificante, e por vezes nos sentimos na obrigação de retribuir o gesto e esperamos o momento adequado para fazê-lo, mas e como fica ao recebermos do nosso Criador?
Simples, apenas devemos ser gratos com veracidade.

 

Você já deu um presente para alguém achando que agradaria, mas no final a pessoa demonstrou que não valorizou o presente e nem demonstrou gratidão? Mesmo que você ainda não tenha vivenciado essa situação pode ao menos imaginar, é constrangedor e machuca. Pois imagine quando isso ocorre com o nosso Deus, como Ele se sentiria?

Durante quarenta anos fiquei irado contra aquela geração e disse: "Eles são um povo de coração ingrato; não reconheceram os meus caminhos".

Por isso jurei na minha ira: "Jamais entrarão no meu descanso". Salmos 95:10,11

Fica claro que o Eterno leva muito em consideração a ingratidão.

 

Existem também aqueles que acham que o Eterno é obrigado a supri-los de presentes quando quiserem e de tudo o que eles quiserem. Parecem filhos mimados.

Da mesma forma que você não deve se sentir obrigado a presentear ninguém, e uma atitude arrogante achar que o nosso Criador tem alguma obrigação de atender os nossos caprichos.

Não se iludam, o Senhor não é servo e Ele saberá tratar com tal desrespeito.

 

Por fim, aprendemos que o nosso Deus é amoroso, compreensivo, e sabe presentear com coisas úteis.

Quando precisamos, Ele nos dá provisão à vida material.

Quando necessário, Ele nos presenteia com capacidade para trabalhar para o Reino.

Se vocês, apesar de serem maus, sabem dar boas coisas aos seus filhos, quanto mais o Pai que está no céu dará o Espírito Santo a quem o pedir! Lucas 11:13

E quando quer, Ele até nos dá presentes para o nosso prazer, pois sabe que também necessitamos de descanso e satisfação para o corpo e a alma.

 

Não há maior amigo e parente mais importante do que o Eterno, só Ele sabe presentear com o que tem mais valor.

Sejamos sempre gratos em reconhecer todas estas coisas.

Escrito por

Rosh Gilberto Branco

Tempo de leitura: minutos


Compartilhe:


Leia também:

O Caminho certo e o errado

Vai um cookie aí?

Nós utilizamos cookies para aprimorar a sua experiência em nosso site. Ao fechar este banner ou continuar na página, você concorda com o uso de cookies.

Saiba Mais