Uma pessoa sozinha e sem muitos recursos no meio de um vasto deserto, visto de cima.

Pode-se viver sem Yeshua?

10/10/2021
Por Rosh Gilberto Branco

Tempo de leitura: minutos


Quão importante é Yeshua para os messiânicos?
Devido à proliferação de comentários heréticos que encontramos na Internet, a importância do Messias Yeshua tem sido denegrida como Salvador e Korbam (oferta de sacrifício).
Respondeu João: "Eu batizo com água, mas entre vocês está alguém que vocês não conhecem.
Ele é aquele que vem depois de mim, cujas correias das sandálias não sou digno de desamarrar".
Tudo isso aconteceu em Betânia, do outro lado do Jordão, onde João estava batizando.
No dia seguinte João viu Yeshua aproximando-se e disse: "Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!
Este é aquele a quem eu me referi, quando disse: Vem depois de mim um homem que é superior a mim, porque já existia antes de mim.
Eu mesmo não o conhecia, mas por isso é que vim batizando com água: para que ele viesse a ser revelado a Israel". João 1:26-31

Um dos motivos que tem influenciado muitos a perderem o foco messiânico, é o valor dado ao pensamento judaico rabínico que encontramos no pensamento de muitos neoconvertidos ao paramessianismo.

Para fins práticos, vamos classificar a religião dos hebreus como;
1- Judaísmo bíblico (o vivido pelos hebreus até a vinda do Messias) que é toda a prática ensinada por Moshé e executada pelos sacerdotes no templo em Jerusalém. Durante mil e quinhentos anos esse judaísmo não escapou de sofrer alterações impostas por autoridades que julgavam poder interpretar as Escrituras e fazer com que os menos cultos se subordinassem aos seus “caprichos”, principalmente depois do cativeiro na Babilônia.
Ele respondeu: "Bem profetizou Isaías acerca de vocês, hipócritas; como está escrito: ‘Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim.
Em vão me adoram; seus ensinamentos não passam de regras ensinadas por homens’.
Vocês negligenciam os mandamentos de Deus e se apegam às tradições dos homens".
E disse-lhes: "Vocês estão sempre encontrando uma boa maneira para pôr de lado os mandamentos de Deus, a fim de obedecer às suas tradições! Marcos 7:6-9

2- Judaísmo rabínico (é o judaísmo que passou a ser vivido pelos hebreus após a destruição do templo de Jerusalém), começou a ser moldado desde que o rabino Yohanan ben Zakai, liderando um conselho rabínico na década de noventa do primeiro Século, estabeleceu que uma vez que o templo e todos os objetos usados para o ofício koanim foram tirados das mãos dos judeus, então vários preceitos da Torá não precisavam mais serem cumpridos conforme prescrito, mas alterações precisavam ser feitas e muitos princípios basilares foram anulados e outros os substituíram. Surge então a Torá rabínica onde os preceitos agora são fundamentados no talmude e literaturas paralelas.
E em consequência deste judaísmo podemos ainda desenvolver a classificação do;

3- Judaísmo contemporâneo (é o judaísmo vivido pelos hebreus da atualidade), com as portas abertas por ben Zakai, geração após geração de rabinos tem alegado santidade suficiente para estabelecer novas regras e tradições, agora não somente o talmude, mas também a kabalá e outros escritos passaram a moldar a nova religião dos judeus.
Pois posso testemunhar que eles têm zelo por Deus, mas o seu zelo não se baseia no conhecimento.
Porquanto, ignorando a justiça que vem de Deus e procurando estabelecer a sua própria, não se submeteram à justiça de Deus.
Porque o objetivo da Torá é o Messias, para a justificação de todo o que crê. Romanos 10:2-4
Esse tipo de judaísmo tenta reduzir Yeshua a um ser humano simples, quando não a um verdadeiro pária, e é exatamente nesse tipo de judaísmo que muitos ex-cristãos se fiam imaginando que seja o paradigma do “ser judeu”.
Mas eu afirmo, ...não é.
Convenhamos, quem são os personagens que mais se dedicaram em encontrar respaldo nas Escrituras para entender o Messias? Não foram os apóstolos e discípulos de Yeshua ao longo de séculos?
Então, que sejam eles que sirvam de modelo para o verdadeiro judaísmo do Eterno. Aqueles que conviveram com o Messias, que receberam a instrução dEle, que viram o Eterno agir por Ele. Aqueles que aprenderam a Torá antes dos chamados “sábios da antiguidade”.

Tristemente constatamos que pessoas desconsideram os ensinos dos shaliachim e sorvem afoitamente comentários humanos sem valor.

O mais grave ataque à importância do Messias é o questionamento sobre a sua divindade.
Afinal, Yeshua é Deus ou, não é?
Arrazoemos;
Mashiach significa “ungido”, Yeshua foi o único ungido na Torá?
Não, mas vejamos quais os tipos de unção são relatadas na Torá:
- Unção dos sacerdotes,
- Unção de templos e objetos,
- Unção de reis.
Contudo, apesar dessas unções serem mandadas por Deus, elas foram realizadas por homens.
Já o Messias, quem o ungiu? Nenhum homem, mas o Eterno o ungiu.
Sabem o que aconteceu em toda a Judéia, começando na Galileia, depois da imersão que João pregou, como Deus ungiu a Yeshua de Nazaré com o Espírito Santo e poder, e como ele andou por toda parte fazendo o bem e curando todos os oprimidos pelo diabo, porque Deus estava com ele. Atos 10:37,38

Para que serve então a unção?
A unção tem o sentido de homologação, uma autenticação que dá autoridade.
Existe também a unção terapêutica com óleo, mas isso já é outra história.

O que nos interessa é que Yeshua foi ungido como Messias antes da fundação do mundo, como disse João em;
João dá testemunho dele. Ele exclama: "Este é aquele de quem eu falei: Aquele que vem depois de mim é superior a mim, porque já existia antes de mim". João 1:15
Isso faz dele alguém ímpar. Ninguém mais pode ser Mashiach, não somente por uma indicação ímpar, mas por ser uma existência ímpar.

Quais são os requisitos para que o Mashiach pudesse perdoar pecados?
1- Nunca ter pecado, (exclui qualquer homem);
Portanto, da mesma forma como o pecado entrou no mundo por um homem, e pelo pecado a morte, assim também a morte veio a todos os homens, porque todos pecaram; Romanos 5:12
2- Ter o sangue derramado
Não por meio de sangue de bodes e novilhos, mas pelo seu próprio sangue, ele entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, e obteve eterna redenção. Hebreus 9:12
3- Ser divino.
Pois no Messias habita corporalmente toda a plenitude da divindade, Colossenses 2:9

O fato de o Messias ser divino tem provocado tremenda celeuma por parte de pseudo-entendidos.

Vejamos esta analogia;
Sem pai, sem mãe, sem genealogia, sem princípio de dias nem fim de vida, feito semelhante ao Filho de Deus, ele permanece sacerdote para sempre. Hebreus 7:3
Pode-se alegar que se conhece quem é seu pai e sua mãe, mas, pode-se mesmo?
Sabemos quem deu à luz ao seu corpo (Yeshua), mas o Messias é antes da fundação do mundo.
No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus.
Ela estava com Deus no princípio.
Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito. João 1:1-3

Como enquadraremos Yeshua?
Mas, depois de ter pensado nisso, apareceu-lhe um anjo do Senhor em sonho e disse: "Yossef, filho de David, não tema receber Mirian como sua esposa, pois o que nela foi gerado procede do Espírito Santo. Mateus 1:20
Yeshua foi gerado nela, sem a participação nem de Yosef e nem de Mirian.

Também se questiona se Yeshua pode ser adorado, então o que diz a Escritura?
E, adorando-o eles, tornaram com grande júbilo para Jerusalém. Lucas 24:52
Somente neste exemplo vemos que os discípulos o adoravam, e se eles, que viveram com Yeshua, o julgavam digno disso e não foram corrigidos pelo Mestre, por que nós, que vivemos quase dois mil anos depois, vamos agora contestar a atitude deles?
Será que há alguém hoje em dia que possa saber mais do que aqueles judeus?

Se então é assim que Yeshua realmente é, como devemos considerá-lo em nossa vida?
- Mais ou menos importante?
- Importante?
- Muito importante?
Creio que a resposta é óbvia.
Ser messiânico é assim, não podemos viver sem Ele.

Escrito por

Rosh Gilberto Branco

Tempo de leitura: minutos


Compartilhe:


Leia também:

Estudo sobre Romanos - Parte 6

Vai um cookie aí?

Nós utilizamos cookies para aprimorar a sua experiência em nosso site. Ao fechar este banner ou continuar na página, você concorda com o uso de cookies.

Saiba Mais