diversos livros abertos visto de cima, um ao lado do outro, e alguns sobrepostos em direções diferentes

A verdade

22/11/2021
Por Rosh Gilberto Branco

Tempo de leitura: minutos


O nosso estudo sobre o tema VERDADE, inevitavelmente permeará a filosofia, pois é um conceito que requer bastante que pensemos sobre o assunto.

Começamos afirmando que todo messiânico, ou seguidor de Yeshua deve ser amigo da verdade e confiando quando Ele diz;

Respondeu Yeshua: "Eu sou o caminho, a VERDADE e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. João 14:6

 

A verdade não é o que eu quero que seja, a verdade não é o que os outros querem que seja, a verdade não é o que a maioria das pessoas julga que seja, a verdade não depende de ponto de vista, a verdade é o que é.

Quando alguém vê apenas uma parte da verdade, provavelmente não conhecerá a verdade, e há muitos que ao afirmarem apenas essa parte acabam defendendo uma mentira.

 

Platão inaugura seu pensamento sobre a verdade afirmando: “Verdadeiro é o discurso que diz as coisas como são; falso aquele que as diz como não são”.

Aristóteles diz que: “Negar aquilo que é, e afirmar aquilo que não é, é falso, enquanto afirmar o que é e negar o que não é, é verdade”.

 

Quando alguém pretende defender a relatividade da verdade, alegando que cada um pode ter a sua própria verdade, pode usar um exemplo;

“Uma pessoa coloca uma mão em um reservatório com água gelada, e outra pessoa coloca a mão em água quente. Se ambas colocarem a sua mão simultaneamente em um recipiente com água a temperatura ambiente, o que estava com a mão na água gelada dirá que a água está quente, e o que estava com a mão na água quente dirá que a água está gelada, cada um terá o entendimento diferente da água na temperatura ambiente, então se quer dizer que cada um está certo dentro da sua própria percepção, ou ambos estão certos.

Será mesmo? O certo não seria colocarmos um termômetro na água e então termos certeza de que a água não está nem gelada e nem quente?

O termômetro diz a verdade, não as nossas sensações.

 

Vamos falar sobre um método que alguns usam pensando que chegariam à verdade vamos tratar sobre o sofisma;

Sofisma é todo tipo de discurso que se baseia num antecedente falso tentando chegar a uma conclusão lógica válida, mas não chega à verdade.

Por exemplo:

"Quem não trabalha tem muito tempo livre. Se tempo é dinheiro, quem não trabalha é rico."

Parecem ser dois argumentos verdadeiros, mas a conclusão é falsa.

 

A maioria das religiões que se opõe a Yeshua usa esse recurso.

Pois, embora vivamos como homens, não lutamos segundo os padrões humanos.

As armas com as quais lutamos não são humanas; pelo contrário, são poderosas em Deus para destruir fortalezas.

Destruímos sofismas e toda pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levamos cativo todo pensamento, para torná-lo obediente ao Messias.

E estaremos prontos para punir todo ato de desobediência, uma vez completa a obediência de vocês. 2 Coríntios 10:3-6

Toda argumentação levando a uma falsa interpretação de textos bíblicos é uma forma de sofisma. Muito usada para por quem quer combater a messianidade de Yeshua.

 

Assim entendemos que não se pode chegar à verdade faltando com a verdade;

Não vos escrevi porque não soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma mentira vem da verdade. 1 João 2:21

A verdade só pode gerar verdade, por isso Yeshua era a própria verdade.

 

Há um pensamento no meio judaico que diz que a verdade é aquilo que nos leva a fazer o bem e cumprir a vontade do Eterno. A mentira é exatamente o contrário. É certo que haverá muitos desdobramentos desse pensamento, mas é interessante usá-lo como ponto de partida.

 

Muitas vezes encontramos pessoas, que por estudarem muito são respeitados e admirados, e muitos se intimidam em contestar o que eles dizem julgando que não tem conhecimento suficiente para entender certos assuntos, mas nem sempre os que estudam e aprendem muito, entendem muito e chegam à verdade.

Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade. 2 Timóteo 3:7

O conhecimento deve vir junto com a unção do Ruach Kodesh, o Santo Espírito.

Sabemos, por exemplo, que alguns cientistas famosos pelos seus estudos de temas complexos, que estudaram os segredos do universo, deram aulas em universidades, foram admirados por cientistas, mas quando tentaram explicar Deus erraram catastroficamente, sabiam muito das ciências humanas, mas eram ignorantes totais da vida espiritual.

Assim, não nos impressionemos com currículos, diplomas, certificados e fama, isso não garante que se conheça a verdade.

O shaliach Shaul (apóstolo Paulo) era muito culto e reconhecidamente preparado na Torá, mas ele mesmo reconheceu que toda a sua cultura anterior de nada valia perto da revelação de Yeshua na sua vida.

Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento do Messias Yeshua, meu Senhor, por cuja causa perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar o Messias e ser encontrado nele, não tendo a minha própria justiça que procede da Torá, mas a que vem mediante a confiança no Messias, a justiça que procede de Deus e se baseia na confiança. Filipenses 3:8,9

Hoje em dia vemos algumas pessoas que aprenderam um pouco de hebraico, leram um punhado de artigos pela Internet, absorveram opiniões de outros que julgam serem os guardiões da cultura judaica, ostentando currículos invejáveis, mas estão no mesmo nível de desconhecimento da verdade e já se julgam aptos a questionar a razão da nossa confiança.

Como estão longe da verdade!!!

 

Muitos apresentam fundamentos referenciados nas Escrituras, os ensinam como sendo doutrinas da Torá, afirmam que é a verdade que leva ao conhecimento do Eterno, expõem o que entendem que o Eterno quer, mas, de fato estão distantes da verdade.

 

Vemos alguns que enveredam na alegada sabedoria judaica dos antigos e ficam cativados com suas fábulas que são passadas de geração em geração pelos Midrashim.

E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. 2 Timóteo 4:4

Há quem alegue que os judeus, por serem judeus serão privilegiados no entendimento da sabedoria, serão mais sábios que as pessoas das nações gentias, mas na verdade, vejo mesmo que alguns dos filósofos gentios de outras nações conseguem ter mais sabedoria do que certos judeus.

 

Quando alguém começa a alegar que as palavras do Messias são falsas, ou quer deturpar o seu sentido alegando em suas interpretações que Moisés disse algo diferente do que Yeshua ensinava, passa a ser um elemento inspirado pelo espírito do antimessias, e a verdade está longe dessa pessoa.

Yeshua dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:31,32

Só pode conhecer a verdade aquele que a aprender de Yeshua, qualquer outro caminho será falso.

 

Yeshua deixa isso claro quando orando ao Pai diz;

Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade. João 17:17

Quem pode ser declarado santo?

Todo aquele que foi santificado pela verdade, mesmo que alguém tenha pouco estudo, pois a Palavra de Yeshua é a Palavra de Deus.

 

Se existe algo que é simplesmente indispensável na vida de alguma pessoa, é viver a verdade.

Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade. 2 Coríntios 13:8

Todo discípulo de Yeshua precisa lutar pela verdade e destruir a mentira, mesmo que isso lhe custe a vida.

 

A forma como Yeshua se expressava era bem peculiar, hoje em dia alguém poderia questionar se Ele era o “dono da verdade”.

A palavra original da expressão usada é Amén Amén, mesmo no grego, que quando usado no começo de uma frase, o “amén” dá força à verdade da afirmação feita.

Em verdade, em verdade vos digo que, se alguém guardar a minha palavra, nunca verá a morte. João 8:51

Sim, Yeshua é o dono da verdade e se somos filhos de Deus também o somos, ainda que outros não acreditem nisso. Lógico que com a devida limitação, não somos donos da verdade em todas as coisas, mas sim no que diz respeito à salvação em Yeshua.

 

Sim, é verdade que Yeshua é o único caminho;

Tornou, pois, Yeshua a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas. João 10:7

Só Ele nos dá segurança.

 

Sim, é verdade que somente crendo nele teremos a vida eterna;

Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna. João 6:47

Fora de Yeshua não haverá vida eterna, não adianta cumprir um monte de preceitos, celebrar festas, se abster de certos alimentos, manter certa aparência, falar hebraico, se preocupar em como se fala o nome do Eterno ou do Messias, nada disso nos livra da condenação dos nossos pecados, só Yeshua, essa é a verdade.

 

E a grande verdade está aqui, nascer de novo.

Yeshua respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. João 3:3

Nascer de novo não é uma mudança de hábitos, não é uma mudança de aparência, não é uma mudança de nome, não é uma mudança de religião, nascer de novo é se tornar outra pessoa de uma nova natureza, e isso não é algo que fazemos com o nosso esforço, com a nossa capacidade nem com os nossos estudos, nascer de novo é algo que o Espírito do Eterno faz em nós à medida em que Ele nos limpa da culpa do pecado e nos dá orientação para resistirmos às tentações, o nosso gosto muda, pois antes gostávamos do que Deus não gosta, mas depois de nascer de novo passamos a gostar do que Ele gosta e não gostamos do que Ele não gosta.

 

É interessante que a partir do momento em que passamos a viver a verdade e ela passa a estar presente na nossa boca, muitos começam a se incomodar com isso e passamos a ter inimigos gratuitos.

Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade? Gálatas 4:16

Shaul, com frequência, sentia na própria pele o que era receber oposição por manter uma posição irredutível quanto à verdade, pessoas sentiam inveja, e isso ocorre com os filhos de Deus hoje em dia também.

 

O maior inimigo da verdade nas nossas vidas é justamente a opressão a que somos submetidos por vivermos a verdade.

A mentira muitas vezes é cômoda, ela pode aliviar tensões, pode burlar consequências, pode dar vantagens, pode garantir benefícios, mas tudo isso é ilusório, porque a mentira é pecado e por isso sempre trará consequências.

Corríeis bem; quem vos impediu, para que não obedeçais à verdade? Gálatas 5:7

O alerta de Shaul visava deixar os gálatas atentos à tentação de voltar a trás, de deixar a verdade por influência de pessoas incomodadas com a forma como eles tinham consideração com o shaliach (apóstolo).

Escrito por

Rosh Gilberto Branco

Tempo de leitura: minutos


Compartilhe:


Leia também:

Última Ceia ou Último Seder?

Vai um cookie aí?

Nós utilizamos cookies para aprimorar a sua experiência em nosso site. Ao fechar este banner ou continuar na página, você concorda com o uso de cookies.

Saiba Mais